Artigos

PARTE II - Homeopatia Populacional

Prof. Dr. Claudio Martins Real

Encerra-se com este artigo a série sobre Homeopatia Veterinária.

Nos dois primeiros, procurou-se transmitir de forma acessível os fundamentos da Homeopatia e sua utilização em Medicina Veterinária. Pretende-se, neste terceiro, informar sobre um novo aspecto da aplicação da Homeopatia, sua aplicação aos rebanhos:

 

A Homeopatia Populacional

Trata-se de uma inovação tecnológica sem precedentes na Homeopatia Mundial fruto de mais de 40 anos de atividade profissional e de estudos sobre a Homeopatia.

Por seu custo reduzido, por sua eficácia, pela ausência total de toxidez e por serem os princípios ativos homeopáticos extremamente diluídos com impossibilidade absoluta de deixar resíduos na carne ou no leite capazes de prejudicar a saúde humana, a Homeopatia tornou-se a medicina ideal em rebanhos a nível populacional.

A transformação de Homeopatia de uso individual para o uso populacional foi, e é tarefa difícil mas ao mesmo tempo de extraordinário significado, por permitir levar a um número muito grande de animais os benefícios da ação dos produtos homeopáticos.

Ao se proceder essa transformação, é indispensável obedecer a procedimentos básicos e essenciais que assegurem a preservação dos Princípios e Leis que regem a Homeopatia de modo a garantir a integridade e conseqüente eficácia dos produtos homeopáticos. Cumpridas essas premissas básicas, há ainda a necessidade de que os produtos homeopáticos tenham condições de chegar aos animais pelo menos uma vez ao dia.

Proceder a utilização da Homeopatia de uso individual para uso populacional foi um desafio, o ideal e o objetivo que nos propusemos na década de 80. Transcorridos apenas 10 anos do lançamento do primeiro produto “H” (com homeopatia), com satisfação registra-se que diariamente estão se beneficiando e recebendo estímulo da Homeopatia um número superior a 3.000.000 cabeças.

Decidiu-se pelo emprego do suplemento mineral como veículos para os produtos homeopáticos garantindo-se assim, o acesso diário dos animais à Homeopatia.

Não existindo endemias a tratar, resolveu-se atuar sobre o campo da nutrição animal com produtos homeopáticos. Com esse objetivo foram estudados e selecionados medicamentos homeopáticos que agregados ao suplemento mineral,promovessem melhor conversão alimentar dos animais, visando a um maior ganho de peso, assegurando-se desta forma, maior produtividade e rentabilidade das propriedades rurais.

Através de muitos estudos e repetidos testes, desenvolveu-se tecnologia própria para agregar os produtos homeopáticos aos suplementos minerais, persistia contudo uma incógnita capaz, por si só, de inutilizar todo o estudo e esforço realizado. Ignorava-se se os produtos homeopáticos selecionados, ao serem agregados ao suplemento mineral, sofreriam alterações estruturais capazes de comprometer o efeito homeopático que se pretendia.

Este impasse só teria solução experimentalmente, no campo, fornecendo-se ao gado o suplemento mineral com produtos homeopáticos, para tal, realizou-se então um experimento na Fazenda Oriente do Grupo Gerdau em Água Clara, MS.

O experimentou durou 552 dias (10/11/89 a 15/05/91), tempo suficiente para se observar um ciclo reprodutivo completo, isto é , as vacas entraram vazias, conceberam, gestaram, pariram, amamentaram e novamente conceberam durante o experimento que se encerrou com novo diagnóstico de gestação e com o desmame dos bezerros.

Com o lotação de uma vaca/Ha, foram formados três lotes de vacas vazias. Cada lote dispôs durante o experimento, de duas invernadas de Brachiaria decumbens de mesma época de formação. A única diferença no manejo dos três lotes foi o suplemento mineral.

  • Lote 1 recebeu a fórmula da Fazenda e que denominou-se de Sal Oriente;
  • Lote 2 recebeu suplemento mineral conhecido e utilizado pelos pecuaristas e que se denominou Sal do Comércio;
  • Lote 3 recebeu o sal Real “H” com produtos homeopáticos atualmente no comércio com o nome de Suplemento Mineral Real H 400.

Sem contar os touros estiveram envolvidas 530 vacas e 475 bezerros produzidos durante o experimento. Em dez vacas numeradas de cada lote eram procedidas biópsias ósseas e determinações bioquímicas no soro sangüíneo.

Não foram registradas diferenças na fertilidade dos três rebanhos, mas as diferenças no ganho de peso forma expressivas a favor do lote 3 que recebeu o suplemento mineral Real H 400 com produtos homeopáticos.

A Primeira pasagem de todos os três rebanhos ocorreu em 10/02/90, 90 dias após seu início podendo-se já perceber as influências sobre os pesos das respectivas misturas minerais. Os pesos médios das vacas e bezerros estão expressos na tabela 2.

Estes dados evidenciam nítida superioridade no ganho de peso do lote 3 com suplemento mineral Real H 400 com Homeopatia sobre os outros dois lotes, tanto entre as vacas como entre os bezerros.

Assim verifica-se que na pesagem do dia 10/02/90, a diferença a mais de peso em relação ao lote 1 e lote 2 que já era de +3,79% e +6,19% aumentou para +6,2% e +8,45% a mais, respectivamente.

Entre os bezerros a diferença que já era de +6,89% e +10,05% cresceu na pesagem do dia 15/05/91 para +15,37% e +13,69% a mais para os lotes 1 e 2 respectivamente.

Durante o experimento notou-se ainda que havia sobra de pasto nas invernadas do lote 3 e verificou-se também mansidão dos animais.

O núcleo de produtos homeopáticos usados no experimentos da Agropecuária Oriente serviu de base para o CONVERT H, produto para ser usado em confinamentos e semi-confinamentos e que passou a ser usado em todos os suplementos minerais da Real H.

O CONVERT “H” foi testado em vários locais e circunstâncias diferentes sempre com resultados favoráveis. Verificou-se com este produto que quanto maior for a duração do experimento maiores são os diferenciais de ganho de peso.

Na fazenda Alvorada grupo GBA – Sidrolândia, MS em 30 dias os garrotes inteiros Nelore CONVERT “H” ficaram mais mansos, comeram menos e ganharam em média 2,6 kg a mais ou seja 5,10% mais do que o grupo Testemunha (experimento controlado pelo prof. Antônio João de Almeida da UFMS).

No confinamento da Empresa Kasper & Cia, no Chapadão do Sul, MS, o experimento durou 103 dias e cada lote foi constituído por 106 garrotes inteiros cruzas Nelore x raça européia. Logo cedo na manhã todos os dias eram recolhidas e pesadas separadamente as sobras de alimento dos dois lotes. Neste experimento controlado pelo médico veterinário Egon Shwertz, o lote CONVERT H ” produziu 13,12 kg a mais no ganho médio, ou seja mais 23,33% tendo consumido menos 7.930 quilos de ração significando 5,32% menos que o lote Controle com o mesmo numero de animais.

O maior ganho de peso com o menor consumo de ração do lote CONVERT “H”, significou uma conversão alimentar 22,5% superior a do lote Controle. O Professor de Estatística de UFMS Méd Vet Dr Valter Joost Van Olselen encontrou diferenças muito significativas, p<0.1 para o ganho de peso e p<0.5 para o peso médio. No período do experimento o lote CONVERT “H” produziu mais 1.268 quilos que o lote Controle significando um acréscimo ao confinamento de um peso médio igual a mais 3,4 animais do grupo Controle com lucro de US $ 1.272,0.

Também foi realizado um experimento pelo Professor Dr João Restle do Instituto de Zootecnia da Universidade de Santa Maria, RS que durou 50 dias em 1994. Utilizou-se novilhos charoleses castrados tendo como fonte protéica o farelo de soja ou o grão de soja.

Neste experimento o lote CONVERT “H” teve ganhos de 8,43% a mais sobre o lote Controle. O Prof. João Restle constatou que o ganho a mais com o CONVERT “H” é progressivo e aumenta com o tempo de administração do produto. O ganho a mais passou de 6,72% aos 25 dias para 10,41% aos 50 dias com média de 8,43%.

No semi-confinamento da Fazenda Friuli, grupo PAPAIZ em Sidrolândia/MS EM 1995, que durou 50 dias, o ganho de peso do lote CONVERT “H” sobre seu controle foi de 5,99kg , ou seja 12,85% a mais.

Atualmente, 2006 após 15 anos do término do 1o experimento, realizado a campo que marcou o NASCIMENTO da HOMEOPATIA POPULACIONAL e do 1º Núcleo Homeopático de USO POPULACIONAL em Medicina Veterinária o CONVERT H. O CONVERT H é um núcleo de ampla indicação, podendo ser utilizado em TODAS as espécies domésticas como promotor de desempenho.

A REAL H orgulha-se de ofertar ao mercado duas grandes ‘famílias’ de núcleos homeopáticos de eficácia comprovada. O primeiro destinado à Bovinocultura de Corte e Leite (ruminantes em geral) e o segundo à Suinocultura Industrial.

Estes núcleos abarcam a maior parte dos problemas verificados, os momentos e particularidades fisiológicas das espécies bovina e suína. Todos foram testados a campo antes de serem lançados comercialmente.

Agência de Publicidade